Romaria à Bom Jesus da Lapa

Viva a fé popular...

Cada romaria é uma aventura com Deus. Eu me lembro que no México, desde que eu era criança, cada ano íamos em familia à romaria nos santuários do " santo niño de Atocha" e "la virgen de San Juan de los Lagos". Essas romarias terminavam sempre com um passeio na praia. Essas viagens eram feitas em caminhões cobertos com lona. Toda uma aventura. Eu lembro que entrávamos nos santuários de joelhos para pagar as promessas. Essas devoções populares me acompanharam até os 15 anos. O mais impressionante para mim era ver a fé das pessoas, especialmente da minha avô. Cada ano acontecia alguma coisa com ela, seja um acidente de carro, ou doença que precisava de cirurgia, como se ela precisasse disso para agradecer Deus e nossa Senhora pela proteção. Na última romaria que fizemos como família não conseguimos chegar ao destino. Tivemos um acidente que quase acabava com nossas vidas. O caminhão ficou sem freios e sem direção. Estávamos indo em queda direta a um buraco fundo de 25 metros. Foram umas pedras enormes que conseguiram parar o veículo. Quando bateu nas pedras parecia como se estivéssemos numa máquina de lavar, tudo mexendo sem controle. Finalmente paramos e fomos socorridos com ferimentos leves. Isso permitiu maior União na família. No ano seguinte fomos agradecer pelo milagre.
Viva a fé popular amadurecida com o conhecimento da Palavra e a Doutrina da Igreja.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *